Bruxas na . net

Conselhos e Tratamentos Espirituais

Alguns dos nossos artigos:

Lua Nova em Gêmeos

Este dia é bom para trocar ideias e pensamentos.
Não é dia de grandes atividades profissionais, mas existe uma afinidade grande para a família.

Cada uma começa ao seu jeito. Podemos tornar-nos numa bruxa por decisão própria como também já podemos nascer como um individuo mágico.

Para se conseguir transformar numa bruxa ou bruxo é preciso de preencher alguns critérios. É preciso acreditar em si mesmo e no seu talento conseguir através de pensamentos e trabalhos energéticos criar realidades. Ajuda a não ter perdido aquela ingenuidade e inconsciência infantil.

Mas existem muitas que tornam-se bruxas/bruxos porque sentirem-se atraídas pela temática da magia ou simplesmente por interesse esotérico e místico.

Para um iniciante é bastante confuso conseguir-se orientar sozinho. Mas não existe nenhuma obrigação ter-se juntar a outras bruxas ou ter uma bruxa ou um bruxo mestre, que lhe passe toda a informação, crenças e tradições.

Hoje em dia, uma iniciante tem a oportunidade, de encontrar uma vasta gama de literatura sobre este tema. Ao contrário dos tempos passados, nos nossos dias de hoje, ninguem é sequestrado por identificar-se como bruxa. Para quem começa a ler um desses inúmeros livros e sente-se atraido pelo seu conteúdo, pode ter a certeza que está um primeiro passo para se transformar bruxa.

Fica também um aviso: não leve toda literatura a sério. Deve de criar uma opinião própria sobre este assunto. Informe-se sobre as velhas tradições, utilize também as ferramentas novas como a internet: Existem várias páginas sobre bruxas, quais lhe vão indicar o caminho certo para si. A chave mais importante de uma bruxa é: deia ouvidos à sua intuição - a sua voz interna.

Pode procurar o contacto para pessoas que partilham o seu interesse. Vai ver, quando começar a apr

...

Esta religião velha europeia sobreviveu apenas em poucas tradições passadas, ostracisma e preseguida como “bruxaria” e “satanismo”.
Enquanto os sequazes das velhas religiões nem sequer conheciam a figura do diabo: Ele é uma “invenção” do cristianismo. Nos tempos antigos – e mesmo nas religiões naturais existentes – aceita-se a vida em harmonia com a natureza na sua totalidade, qual pode tender para o lado positivo como também pode tender para o lado negativo, e não diferiam entre “bom” e “mau”. Dentro do circulo da vida o bom e o mau estão nivelados. De certeza que os sequazes das velhas religiões naturais não tinham nenhuma vontade de embruxar as suas colheitas ou o gado. Pelo contrário: Nesta Religião fértil todas as ceremônias que ocorrem durante o ano apresentam agradecimento tanto ao céu como a terra, sol e lua e renovam anualmente o ciclo de crescimento e desenvolvimento. Esta ernorme quantidade de conhecimento preciso e mítico sobre o uso de plantas, forças terrestres, as técnicas de expansão da mente e antigas estruturas sociais foi, em grande parte, destruída e perdeu-se com o tempo. Hoje em dia os conhecimentos dos magos, bruxas e curandeiros voltam a ser descobertos, mas com muitas dificuldades.

Efemérides

Escorpião
Sol em Escorpião
26 Grão(s)
Escorpião
Lua em Escorpião
25 Grão(s)
Lua Nova
Lua Nova
Idade do ciclo: 0 Dia(s)

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Ver política